Publicidade

ARTIGO

Arvorismo

O Arvorismo (ou Arborismo) é um esporte de aventura relativamente novo. Nasceu na Costa Rica na década de 1980 com o principal objetivo de observação da natureza. Para evitar as constantes subidas e descidas dos pesquisadores, criou-se uma forma de passar de um galho para o outro, na qual utilizavam cordas e montavam passarelas de observação nas copas das árvores. Gradativamente, foram desenvolvendo diversos tipos de travessias, fazendo o uso de cordas e cabos de aço.

Mais tarde, em países como a França e a Nova Zelândia, a prática foi adotada como um esporte de aventura. Já em 1997, ativistas ecológicos da Inglaterra utilizaram o arvorismo para evitar a devastação de uma floresta.

Atualmente, existem três tipos de arvorismo: o Arvorismo Técnico, o Acrobático e o Contemplativo. O primeiro, é realizado por pessoas experientes em técnicas verticais, cujo objetivo é transpor as copas das árvores. Esse estilo é muito utilizado por pesquisadores. Nascido na França na década de 1990, o Arvorismo Acrobático é uma extensão do Técnico e tem como objetivo a transposição dos obstáculos com certo grau de dificuldade como forma de entretenimento. Já o objetivo do Arvorismo Contemplativo é observar a natureza em percursos com baixa dificuldade. Para sua realização, são construídas passarelas firmes, proteções laterais de redes e amplas plataformas de parada. Tal modalidade geralmente não requer equipamentos de segurança e o guia da atividade costuma ser um biólogo que ajuda o praticante a ter um contato direto com a natureza, apreciando a paisagem.

O Arvorismo Acrobático é utilizado atualmente como um esporte de aventura e para sua realização o participante completa obstáculos suspensos por até 12 metros de altura, tais como a “falsa baiana” (cordas bambas que dificultam o equilíbrio), redes, troncos, pontes pênseis, escadas de corda, tirolesa etc. Durante o circuito, a pessoa fica o tempo todo segura por um cabo de aço, podendo inclusive interromper o passeio a qualquer momento descendo em rapel ou pelas pequenas plataformas existentes nos circuitos.

A segurança é uma preocupação constante no Arvorismo, por isso, o uso de equipamentos como capacete, corda, cadeirinha, mosquetões e polias são extremamente necessários. Além disso, o acompanhamento é feito por meio de profissionais capacitados, que saibam adequar a segurança do participante à preservação da natureza, para haver o mínimo impacto ambiental.

Não há limite de idade para se praticar o Arvorismo. Os circuitos servem tanto para adultos quanto para crianças a partir de 1,40 metro de altura. Para crianças menores, que têm a partir de 3 anos, existem locais que oferecem circuitos especializados. A duração da travessia varia conforme a extensão do circuito e da habilidade do participante, que pode chegar ao outro lado em 40 minutos até uma hora e meia.

A atividade chegou ao Brasil em 2001 nos municípios de Brotas e Analândia, em São Paulo. Atualmente, Florianópolis possui o maior circuito do país. O Arvorismo hoje é comumente inserido em corridas de aventuras, implantado em parques públicos ou em áreas naturais particulares, ou até mesmo utilizado por companhias em dinâmicas empresariais tendo como objetivo, não somente proporcionar aventura aos participantes e uma forte integração com o meio natural, mas atuar como forma de desenvolvimento humano junto à natureza e fomentar a consciência de preservação ambiental.

Devido à grande diversidade de florestas com árvores de grande porte, o Brasil apresenta boas condições para a realização do arvorismo. A atividade pode ser realizada praticamente de norte a sul do país, principalmente em lugares como:

- Florianópolis (SC), o maior circuito da atividade no Brasil, nas praias Rio Vermelho e Santinho;

- Brotas (SP), que possui um grandioso circuito específico para a prática do Arvorismo que fica no Sítio Sete Quedas, onde também são oferecidas outras modalidades de esportes radicais;

- Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira em São Paulo;

- Bonito no Mato Grosso do Sul, ao redor das trilhas do Rio Formoso, aproveite para um banho na Cachoeira do Rio Formoso;

- Foz do Iguaçu (PR), o Parque Nacional do Iguaçu conta com a Canyon Iguaçu;

- Manaus, na Floresta Amazônica;

- No Rio de Janeiro, na Floresta da Tijuca e Petrópolis, região serrana do estado;

- Nos Parques Nacionais da Chapada dos Guimarães, Chapadas dos Veadeiros e Chapada Diamantina;

- Nas Serras Gaúchas, em Gramado e Canela.

Fonte: Portal online O Radical.

by The Cities

ARTIGOS RELACIONADOS

Canoagem

A canoagem, praticada em canoas ou caiaques construídos em resina e poliéster reforçada com fibra de vidro, é um esporte que pode ser praticado ...

Mountain bike

Mountain Bike é uma modalidade esportiva de aventura que consiste em transpor percursos irregulares e com obstáculos com uma bicicleta especial, ...

Rafting

O rafting mistura muita adrenalina aliada à natureza e consiste em descer corredeiras de rios por meio de botes infláveis. Por existirem muitos ...

Trekking

A prática de trekking consiste em caminhar por trilhas naturais, entrar em contato com a natureza e desvendar novas paisagens. Os participantes ...

Turismo de aventura no Brasil

O turismo de aventura é um dos segmentos do mercado turístico que promove a prática de atividades de aventura recreacionais em ambientes ...

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2020 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2020 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...