Publicidade

ARTIGO

Cidade de Paulista

Parte integrante da Região Metropolitana do Recife, a cidade de Paulista tornou-se um polo industrial e de lazer náutico do Nordeste. Com 325.590 habitantes e uma área territorial de 97 km², segundo dados de 2016 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua economia gira em torno da prestação de serviços, da atividade industrial e da agropecuária, nessa ordem de importância.

Pertencente a Olinda anteriormente, Paulista teve sua colonização inciada por volta de 1550, pelo português Gonçalo Mendes Leitão. Depois, mais precisamente em 1935, o povoado acabou sendo apelidado de Engenho do Paulista, devido a Manoel Alves de Moraes Navarro, seu principal colonizador, ser natural da Capitania de São Paulo, e evoluiu para a cidade levando o mesmo nome.

Paulista obteve um rápido desenvolvimento no início do século XX com a compra de ações da indústria têxtil, trazendo equipamentos modernos importados da Inglaterra. O responsável foi Hermann Theodor Lundgren, que também construiu uma vila com 500 casas para cada um de seus operários. Em 1970, foi criado em Paulista o Distrito Industrial de Paratibe, que a tornou um forte polo industrial da Região Metropolitana do Recife.

Atualmente, destacam-se na cidade as áreas de lazer e turismo litorâneo e as atividades produtivo industriais. O comércio e a prestação de serviços encontram-se como a parcela mais significativa da economia local, sendo o setor terciário a principal fonte de renda para a população. O município dispõe de um parque industrial, onde estão localizadas a maioria das empresas de grande porte. No setor primário, apesar de representar menor importância para a economia, destaca-se a agricultura, o agronegócio, a pesca, a silvicultura, a mineração e as pedreiras. Com relação a agricultura, o principal produto é a mandioca e, em segundo lugar, o coco.

O turismo é também responsável pela evolução econômica do município, atraindo para a região empreendimentos como bares, restaurantes, hotéis, marinas, shoppings, pontos comerciais e um dos maiores parques aquáticos do Brasil. No entanto, o que mais chama a atenção dos turistas são as belas praias de águas calmas, onde muitos possuem casa para veraneio.

Por tudo isso, Paulista tornou-se um polo de lazer náutico da região Nordeste, tendo como um dos passeios mais procurados o de barco pelo Canal de Maria Farinha. De onde também saem as embarcações para a Coroa do Avião, um enorme banco de areia que fica entre a Ilha de Itamaracá e o Canal de Santa Cruz. Entre as praias mais visitadas estão a Enseadinha, Janga, Pau Amarelo, Praia do Ó, Conceição e Maria Farinha.

O turismo é ainda beneficiado pelas construções históricas, geralmente do período colonial, sendo que a principal é a do Forte de Pau Amarelo, datada do século XVIII, onde ocorreu o desembarque dos holandeses pela primeira vez em terras brasileiras. Além disso, muitos visitantes vão à Paulista em busca de contato com a natureza, pois no município estão localizadas a Mata do Janga, Jaguarana e Caetés, reservas ecológicas instituídas no ano de 1987.

Fonte:

Prefeitura Municipal de Paulista

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

by The Cities

Mapa

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2020 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2020 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...