Publicidade

ARTIGO

Cidade de Fazenda Rio Grande

Parte das terras de São José dos Pinhais e do Distrito de Mandirituba, o município de Fazenda Rio Grande tem a sua história vinculada à época das Bandeiras, das primeiras catequeses religiosas e de territórios e populações indígenas. O primeiro registro de comprovação de sua existência data de 1690, quando a região ainda era chamada de “Capocu” ou ”capão fino”, nome esse de uma aldeia indígena da localidade.

A partir de 1879 as terras passaram para as mãos do fazendeiro e comerciante Francisco Claudino Ferreira e o local passou a se desenvolver gradativamente. Foi ele quem estabeleceu ali uma serraria, uma fábrica de café e de bebidas. Logo a região passou a ter suas primeiras atividades: a criação de cavalos de raça e de gado, e o comércio em armazéns. A criação de cavalos, iniciada por Claudino, foi uma das primeiras e principais atividades econômicas de Fazenda Rio Grande.

Por sua proximidade ao Rio Iguaçu, que em determinadas épocas do ano subia suas margens e formava grandes extensões de água, de Capocu passou a se chamar Fazenda Rio Grande. Com o passar do tempo a região foi evoluindo como um todo, do transporte à economia. Por esse motivo, famílias do interior dos estados do Paraná e Santa Catarina, bem como imigrantes japoneses, passaram a comprar terras e se estabelecer no local que, em 1990, se tornou oficialmente um município. Atualmente, a Fazenda Rio Grande é um município em expansão, que apresenta um crescimento populacional de 10 ao ano. De acordo com o último índice, calcula-se uma população estimada em torno de 93,7 mil habitantes.

Com localização privilegiada, a 100 km do Porto de Paranaguá e a 20 km das sedes das empresas Audi e Renault, em São José dos Pinhais, o município de Fazenda Rio Grande tem hoje como principais atividades econômicas pequenas indústrias, setor de serviços e comércio. No setor da agropecuária destacam-se as atividades de criação de gado bovino e a olericultura – área da horticultura que abrange a exploração de hortaliças e a cultura de folhas, raízes, bulbos e tubérculos. Atualmente já estão instalados na região 173 indústrias, 742 estabelecimentos de comércio e 481 de serviços. O Parque Industrial está em desenvolvimento e a economia é dominada por indústrias de transformação de madeira, metalúrgicas e produtos minerais não metálicos.

Culturalmente, Fazenda Rio Grande reúne um misto de tradições, costumes e influências. Isso acontece por causa da miscigenação dos povos que formaram a população da região. Há quem diga que o município é o encontro do Sul com o Norte do Paraná. Em meio a essa mistura cultural, o município oferece diversas festas típicas como o rodeio do Parque Municipal e as tradicionais apresentações da Fanfarra de Fazenda Rio Grande. O rodeio já foi considerado o maior da região metropolitana de Curitiba e as apresentações da Fanfarra já conquistaram diversos prêmios pelo Campeonato Paranaense de Bandas e Fanfarras. Entre as atrações turísticas, a região oferece o Parque Verde, onde se situa o Centro Esportivo Ayrton Senna, o Pesqueiro Mário Szymanski e o Recanto Fazenda Iguaçu.

No campo da educação, o município possui 20 escolas municipais, cinco escolas estaduais, seis escolas particulares e cinco creches que atendem um total aproximado de 17.000 alunos. E, para a educação especial, o município abriga uma sede da Apae. Além disso, oferece três cursos universitários da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Para melhor atender à esses alunos, a Biblioteca Pública do Município possui um acervo de 3000 mil exemplares à disposição dos estudantes. No campo da educação continuada, o Centro de Iniciação Profissional oferece cursos profissionalizantes, como os de mecânica básica, porteiro, garçom, telemarketing, informática e atendimento em salão de beleza.

À serviço da população o município dispõe do Hospital Público Nossa Senhora Aparecida, três postos de saúde, uma agência de correio e duas bancárias. No âmbito social, programas de Assistência Social, de Liberdade Assistida, a Casa Lar para crianças e adolescentes, o Fome Zero e a Bolsa Família dão todo o apoio a população da região. Já em relação ao incentivo à cultura, o Teatro Municipal promove seminários, palestras, congressos e apresentações.

No esporte, atividades como Karatê, Basquetebol e Capoeira, resquícios dos povos que ocuparam as terras nos primórdios de sua existência, são muito bem desenvolvidas na região, gerando campeonatos e apresentações tradicionais no CEFAZ – Centro Esportivo Fazenda Rio Grande, ou no Estádio de Futebol Adelino Wandscheer. Atualmente, a Fazenda Rio Grande, devido a sua forte atividade industrial, se destaca como opção de investimento para empresas que pretendem se instalar no Brasil, ou ampliar suas instalações sediadas em outros estados.

Fonte:

Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande.

Livro Fazenda Rio Grande – 300 anos, BARBOSA, Adelar José; ZONTA, Emiliene Cristina.

by The Cities

Mapa

Pesquisar por

Pesquisar por

Publicidade

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Categorias

Economia

Lazer

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2019 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2019 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...