Publicidade

ARTIGO

Parque das Pedreiras - Ópera de Arame

O Parque das Pedreiras é uma composição de locais construídos em torno de uma antiga pedreira desativada. No espaço existe a Ópera de Arame, cartão postal de Curitiba, a Pedreira Paulo Leminski, local de mundialmente elogiado, Vale da Música, uma ilhota artificial no lago da Ópera de Arame, que possibilita apresentação de shows, o Restaurante Ópera Arte, sem contar com a loja de souvenires e bilheteria de eventos.

Cartão-Postal da Capital Paranaense – Ópera de Arame

Começando pela famosa Ópera de Arame, chamar o ambiente de teatro chega a ser quase ofensivo. Toda a obra é uma arte. Construído com tubos de aço e estruturas metálicas, cobertas com placas transparentes de policarbonato, o que parece ser uma estrutura frágil, na verdade é uma edificação que não corre risco algum de desaparecer ou ser destruído.

Desde a entrada do local, que é cercado por um lago artificial, é comum termos que pedir licença para as pessoas na passarela sob as águas. O arquiteto responsável pela obra foi Domingos Bongestabs, professor de arquitetura da UFPR. Ele também é o responsável pelo projeto da Unilivre.

Algo curioso sobre a obra, é que ela foi realizada em apenas 75 dias, em meados de março de 1992. Em 2006 passou por uma pequena reforma, mas nada estrutural. O auditório possui capacidade de até 1,5 mil espectadores sentados.

Natureza e arte – Pedreira Paulo Leminski

Fechando o complexo do Parque das Pedreiras, o maior palco fixo a céu aberto da América Latina, a Pedreira Paulo Leminski, é um ambiente com capacidade de até 30 mil pessoas, distribuídas nos mais de 103,5 mil m² de área. O palco de espetáculos possui 480 m², bem acima da média.

A inauguração da Pedreira aconteceu em 1989, com um grande festival de músicas, contando com presenças ilustres, como Paralamas do Sucesso, Gilberto Gil, The Wailers, entre outros. Os maiores shows da cidade acontecem ou nos estádios de futebol, ou na Pedreira.

Arte, cultura, cartão-postal. Como faço para conhecer tudo isso?

Localizado no bairro Abranches, o complexo faz parte da rota da Linha Turismo de Curitiba. Portanto, com R$ 50 é possível visitar todo o espaço, tirar muitas fotos, e ainda seguir para outros pontos turísticos da capital paranaense.

Caso queira ir com o transporte público local, existem três linhas que tem parada em frente ao Parque das Pedreiras, que são:

Interbairros II – Uma das linhas mais famosas de Curitiba, tem parada obrigatória em frente a Ópera de Arame;

Mateus Leme – Com saída principal na Praça Tiradentes, passa em frente ao complexo;

Nilo Peçanha – O ponto de embarque fica atrás da Catedral.

Caso queira ir direto até o Parque das Pedreiras, partindo da rodoviária e utilizar apps de transporte ou táxi pode ser uma boa solução, gastando os seguintes valores:

Uber – R$16,25

99 – R$18,30

Táxi – R$28,60

Fonte:

Prefeitura Municipal de Curitiba

Parque das Pedreiras


Autor: Andrey José de Aguiar


Publicado em: 05/07/2019

by The Cities

Mapa

Publicidade

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2020 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2020 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...