Publicidade

ARTIGO

Capela de Nossa Senhora da Piedade

A construção da Capela de Nossa Senhora da Piedade teve início em 1821 com a autorização do Bispo de São Paulo, Dom Matheus de Abreu Pereira. A obra em alvenaria de pedras e cal foi executada pelo capitão Jerônimo José Vieira, que morava em uma casa ao lado da igreja, na atual esquina da Praça Attilio de Almeida Barbosa e Av. do Centenário, para facilitar o seu trabalho diário.

Já a administração da obra coube ao capitão João Antonio da Costa e ao padre José Joaquim Ribeiro da Silva, que muito entusiasmado com a construção da igreja, ia de Curitiba para Campo Largo especialmente para acompanhar a obra. Em 1927, a obra chegou quase ao seu fim, ficando para o ano seguinte apenas os arremates.

Pode-se verificar o que disse Alcibíades Plaisant, em seu livro “Scenário Paranaense”, sobre o andamento da obra: “O Camello então Vigário de Curitiba, em informação prestada ao Bispo de São Paulo em 8 de dezembro de 1825, referindo-se à Capela de N.ª S.ª da Piedade diz: Igualmente no bairro de Campo Largo, distante cinco léguas e meia, há uma igreja formada de pedra e cal, a qual acabada, onde se pretende colocar a perfeita imagem de N.ª S.ª da Piedade, que ali é venerada com grande devoção dos circunvizinhos que com suas esmolas vão concluir esta grande obra, tendo a mesma bons ornamento e por patrimônio uma sorte de campo, foi esta igreja levantada com licença do Ordinário de São Paulo”.

A tradição popular diz que no mesmo dia que a igreja é inaugurada, a padroeira deve ser empossada no altar. Porém, a tradição está em contradição com um documento assinado pelo Pe. Antonio Teixeira Camello, destinado à capela da Senhora da Piedade de Campo Largo:

“Visita e bênção conforme a Provisão de 12 de maio de 1826. Em consequência da Provisão do Ilmo. Rev. Snr. Vigário Capitular deste Bispado Manoel Joaquim Gonçalves de Andrade, visitei pessoalmente a capela Senhora no dia da colocação da mesma Senhora achando-se decente e capaz de se celebrarem nela os Ofício Divinos, solenemente a benzi pelo Ritual Romano do que tudo se lavrou, termo que juntamente com a Provisão e títulos de Patrimônio foi remetido à Câmara Capitular. Do que faço este termo aos vinte e quatro de janeiro de mil oitocentos e vinte e sete, dia que se faz a visita e benção da referida Capela”.

O primeiro casamento a ser celebrado na capela teria sido o da filha do Alferes José Pinto Ribeiro Nunes, Gertrudes, com José Francisco Soares, português, morador do Rio Verde, em 2 de fevereiro de 1826, quando as obras ainda não estavam totalmente concluídas, porém, o primeiro casamento registrado no Livro n° 1 de Assentos de Casamentos da Capela tem a data de 28 de fevereiro de 1832.

O Bispo de São Paulo, Dom Matheus de Abreu Pereira, já havia autorizado a construção da capela, entretanto, com o relatório do Pe. Antonio Teixeira Camello e o requerimento do Cap. Jeronymo José Vieira aprovados pelos moradores, foi obtida a elevação à Capela Curada, em outubro de 1828. O título de Capela Curada era necessário na época para o desenvolvimento de freguesias urbanas nas redondezas.

Na mesma ocasião, foi designado como vigário o Pe. José Joaquim Ribeiro da Silva. O padre morava em Curitiba e ia a até Campo Largo para celebrar ofícios, confessar e pregar. Ele foi o primeiro a celebrar missas e casamentos na capela, exercendo o paroquiado até o ano de 1848, sendo sucedido pelo Pe. Justiniano Ferreira Bello e a este, o Pe. Antonio Machado de Lima.

Fonte: Texto adaptado do livro Campo Larguense desde 1500, João Augusto de Almeida Barbosa - 1984.

by The Cities

ARTIGOS RELACIONADOS

Campo Largo e as Sesmarias

No período da colonização do país, os governadores e capitães faziam doações de pedaços de terras abandonadas aos colonos em nome dos reis ...

Colonização em Campo Largo

A colonização em Campo Largo, realizada pelos imigrantes europeus, teve início em São Silvestre (Colônia Açungui), no ano de 1860, com os ...

História de Campo Largo

Local de constante passagem de exploradores de ouro e tropeiros que levavam gado do Rio Grande do Sul à São Paulo, Campo Largo teve sua história ...

Imigração Italiana

As tradições italianas podem ser observadas no cotidiano da população paranaense até os dias de hoje, pois muitos de seus costumes foram ...

No princípio era Tamanduá

A região que hoje abriga a cidade de Campo Largo já foi conhecida como Tamanduá e foi denominada assim pelo seu primeiro morador, o Capitão ...

Primeiro Juiz de Direito

O primeiro juiz de direito de Campo Largo, Antonio Joaquim de Macedo Soares, nascido em 1823, residia em uma casa situada na Praça que viria, mais ...

Publicidade

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2019 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2019 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...