Publicidade

ARTIGO

Colonização em Campo Largo

As dificuldades políticas, sociais e econômicas da Europa, a partir da metade do século XIX, acarretaram na vinda de muitos imigrantes para o Brasil à procura de recursos e melhores condições de vida, o que não encontravam em suas pátrias.

Em Campo Largo a colonização, realizada por grande parte desses imigrantes, teve início em São Silvestre (Colônia Açungui), no ano de 1860, com colonos ingleses que promoveram a colonização loteando e vendendo terras, principalmente, para colonos vindos de outras colônias, de onde surgiram novos e importantes núcleos como Mendes de Sá (atual Rondinha-Sereia), Mariano Torres e Rio Verde.

O histórico das principais colônias da região comprovam a riqueza das tradições europeias herdadas pela população do local:

Colônia ou Núcleo Alice

Fundada em 24 de julho de 1885 pelo Presidente da Província Alfredo DEscrangnolle Taunay, o Visconde de Taunay, contava com nove lotes que foram povoados por cerca de 33 colonos. O nome da colônia foi dado em homenagem a Dona Alice Guimarães, esposa do Deputado Geral (do ano de 1869/1877) Dr. Manoel Euphasio Correia e filha do Visconde de Nacar, Manoel Antonio Guimarães.

Colônia Antonio Rebouças

Foi fundada à margem da Estrada de Mato Grosso, em Timbotuva, e fazia parte de um grande plano de instalação de colônias com lavradores europeus. A área de terras foi dividida em 34 lotes de cerca de 10 hectares e ocupados a partir de 11 de setembro de 1878 por 27 famílias de italianos de Vêneto, totalizando 156 pessoas, e ainda alguns poloneses. Para a instalação dessa colônia, o governo da época disponibilizou 9672$620 (nove contos, seiscentos e setenta e dois mil e seiscentos e vinte réis) durante os anos de 1878 a 1879. O nome da colônia se deve a uma homenagem feita pelo governo provincial ao grande Engenheiro Militar Dr. Antonio Pereira Rebouças pelos relevantes trabalhos prestados ao Paraná.

Colônia Balbino Cunha

Com nome que homenageia seu fundador, o Dr. Balbino Cândido da Cunha, presidente do governo provincial no ano de 1888, foi fundada por esse mesmo governo e é também conhecida como Colônia Campina.

Colônia Dom Pedro

Também fundada pelo governo da província, presidido na época pelo Dr. Adolpho Lamenha Lins, em 1876, contava com uma área de 226 hectares em foi dividida em 28 lotes, maiores que os das outras colônias, que foram ocupados por 38 imigrantes poloneses, suíços e ingleses. Seu nome foi dado em homenagem ao Príncipe Dom Pedro, neto do Imperador Dom Pedro II. No dia 7 de novembro de 1976, com grandes festejos, foi comemorado o primeiro centenário de sua fundação, com a construção de um significativo monumento alusivo à data.

Colônia Dona Mariana

Com uma área de 315 hectares, divididos em 33 lotes que foram ocupados por lavradores poloneses e brasileiros e, mais tarde, também por italianos, foi fundada em 1888 pelo governo provincial, na presidência do Dr. Balbino Cândido da Cunha. Para a servir de patrimônio da Igreja do local, conservada até hoje, o Imperador Dom Pedro II doou sete hectares de terra. O nome da colônia se deve a uma homenagem prestada a Dona Mariana José Correia, esposa do Deputado Provincial Ildefonso Pereira Correia, o Barão de Cerro Azul.

Colônia Mendes de Sá

Compreendendo, na época, Rondinha, Sereia e Rio Verde, foi fundada às margens da Estrada de Mato Grosso por iniciativa particular dos irmãos Com. Cel. José Olyntho e Cap. João Antonio Mendes de Sá, netos do Cap. João Antônio da Costa. A área inicial de 280 hectares foi dividida em 35 lotes que foram adquiridos por italianos e poloneses, vindos de outras colônias, e também brasileiros. Quando o Imperador Dom Pedro II visitou Campo Largo, em 24 de maio de 1880, hospedou-se na casa do Com. Cel. José Olyntho Mendes de Sá, situada na Praça João Antonio da Costa, onde funcionou inicialmente o Colégio Sagrada Família.

Colônia Santa Cristina

Atualmente parte do município de Araucária, foi fundada pelo governo provincial em 24 de julho 1886, na presidência do Dr. Joaquim DAlmeida Faria Sobrinho, e sua área de 434 hectares foi dividida em 59 lotes que foram ocupados por 275 imigrantes poloneses.

São Silvestre

Fazendo parte da Colônia Açungui, nos atuais municípios de Cerro Azul e Rio Branco do Sul, teve sua colonização iniciada em 1860 por imigrantes europeus, mais especificamente ingleses. Por falta de estradas esses imigrantes retiraram-se para outros lugares da Província, permanecendo a colônia com apenas 30 famílias. Posteriormente, novos e importantes grupos de europeus lá se estabeleceram e, em 1876, a população de estrangeiros na colônia era constituída por 259 alemães, 255 ingleses, 248 franceses, 118 italianos e 166 imigrantes de outras nacionalidades.

Colônia Thomaz Coelho

Estendendo-se de Araucária, Campo Largo (parte da Ferraria) até a Lapa, foi fundada em 1876 pelo governo provincial, na presidência do Dr. Adolpho Lamenha Lins. A área original de 1665 hectares foi dividida em 270 lotes que foram povoados por 1274 imigrantes poloneses, silesianos e galicianos. Posteriormente a área foi ampliada para 3000 hectares, divididos em 400 lotes povoados por brasileiros.

Unindo essas diferentes culturas europeias às tradições indígenas, o município de Campo Largo foi elevado à categoria de cidade, através de uma Lei Provincial, em 1882.

Fonte: Texto adaptado do livro Campo Largo desde 1500, João Augusto de Almeida Barbosa – 1984

Texto adaptado do livro O Paraná e seus municípios, João Carlos Vicente Ferreira - 1999

by The Cities

ARTIGOS RELACIONADOS

Campo Largo e as Sesmarias

No período da colonização do país, os governadores e capitães faziam doações de pedaços de terras abandonadas aos colonos em nome dos reis ...

Capela de Nossa Senhora da Piedade

O início da construção da Capela de Nossa Senhora da Piedade aconteceu em 1821 com a autorização do Bispo de São Paulo, Dom Matheus de Abreu ...

História de Campo Largo

Local de constante passagem de exploradores de ouro e tropeiros que levavam gado do Rio Grande do Sul à São Paulo, Campo Largo teve sua história ...

Imigração Italiana

As tradições italianas podem ser observadas no cotidiano da população paranaense até os dias de hoje, pois muitos de seus costumes foram ...

No princípio era Tamanduá

A região que hoje abriga a cidade de Campo Largo já foi conhecida como Tamanduá e foi denominada assim pelo seu primeiro morador, o Capitão ...

Primeiro Juiz de Direito

O primeiro juiz de direito de Campo Largo, Antonio Joaquim de Macedo Soares, nascido em 1823, residia em uma casa situada na Praça que viria, mais ...

Publicidade

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2019 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2019 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...