Publicidade

ARTIGO

Cidade de Tangará da Serra

O município de Tangará da Serra está localizado na Região Sudoeste do Estado de Mato Grosso (conhecida como região Médio Norte), a 240 quilômetros da capital de Cuiabá. Situadas no seu território, as serras de Tapirapuã e dos Parecis delimitam dois ecossistemas importantes no território brasileiro: o Pantanal (Sul) e o Chapadão dos Parecis (Norte). Seu clima é o tropical chuvoso quente e úmido, com dois períodos bem definidos: chuvas entre setembro e abril, e estiagem entre maio e agosto. A hidrografia do município é muito rica, sendo o Sepotuba o principal rio, importante no complexo do Pantanal, com águas límpidas em tom esverdeado. Outros rios importantes são o Formoso e o Juba, que se unem ao Sepotuba. Em sua área de 11.597 km, a cidade apresenta uma população de 96.932 habitantes (2016).

A história de Tangará da Serra remonta a 1878, quando Pedro Torquato Leite e sua família, vindos de Cuiabá, fixaram-se junto à barra do Rio Bugres e, inspirados pelo canto sonoro do pássaro Tangará, batizaram a localidade como Tangará da Serra. Conforme aumentava a população, o extrativismo da poaia, borracha e madeira transformaram-se na base econômica da região. Em 1913, Marechal Cândido Rondon implantou o telégrafo, estudou a flora e a fauna presentes e abriu também a rodovia que sobe os chapadões dos Parecis. Em 1965, cinco anos após ter iniciado a colonização, havia em Tangará da Serra cerca de três mil habitantes, sendo mil na área urbana e dois mil na zona rural. Assim como outras cidades da região, Tangará da Serra desenvolveu-se por meio de ciclos econômicos: a lavoura cafeeira, milho, o arroz e, depois a soja. Essa última cultura tornou a cidade, mais tarde, uma das que mais produz o cereal.

Atualmente, Tangará da Serra possui roteiros turísticos que apresentam um pouco de sua bagagem cultural e de suas belezas naturais. Entre os atrativos ambientais, destacam-se as cachoeiras, córregos, saltos e pesqueiros que circundam sua região. A Cachoeira da Biquinha e Balneário possui uma piscina com água corrente natural, sendo bastante procurada. A Cachoeira e Mirante Mina Azul possibilita a vista de todo vale, podendo avistar a Usina Itamarati e a cidade de Nova Olímpia. Já a Cachoeira Salto das Nuvens, formada pelo Rio Sepotuba, oferece uma praia logo após sua queda. E a Cachoeira Coqueiral, resultante do Rio Ararão, compreende um belíssimo coqueiral preservado em suas proximidades. Seus aspectos naturais incluem ainda o Salto Maciel, o Pesqueiro Iracema e a beleza dos inúmeros rios e córregos que circundam a região.

Entre os aspectos culturais existentes, o Centro Cultural é mais relevante por sua finalidade de congregar os segmentos culturais existentes na cidade. Fornece, assim, espaço e apoio para as manifestações culturais, em um processo que fomenta a arte, educação, promove oficinas, concursos literários, teatrais, etc. Na Praça dos Pioneiros, a cidade sedia o Festival da Música Popular e Sertaneja Inéditas (TANFEST), o Carnaval Folia e Paz na Terra dos Tangarás e o Arraiá da Serra. Além disso, o município possui o Gonzagão - Centro de Tradições Nordestinas (CTN) e a Aliança da Serra - Centro de Tradições Gaúchas (CTG).

Fonte:

Prefeitura de Tangará da Serra

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

by The Cities

Mapa

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2020 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2020 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...