Publicidade

ARTIGO

Estado do Maranhão

Situado na região nordeste, tendo como limites o Oceano Atlântico, Piauí, Tocantins e o Pará, o estado do Maranhão corresponde ao segundo maior litoral do país. Sua região faz transição entre o Sertão Nordestino e a Amazônia, possuindo mais de 650 km litorâneos. O oeste maranhense está dentro da área de atuação do clima equatorial, com médias pluviométricas e térmicas altas. Já, na maior parte do estado, manifesta-se o clima tropical com chuvas distribuídas nos primeiros meses do ano.

A grande extensão de seu território, principalmente a distância de seu litoral, geraram muitas brigas em sua formação. Isso é proveniente da origem do Maranhão que tem por base a luta entre os povos, pelo território. No ano de descobrimento do Brasil, os espanhóis foram os primeiros europeus a chegarem à região, entretanto, trinta anos depois foram os portugueses que tentaram ocupar o local, sem êxito. Como se não bastasse, em 1612, os franceses habitaram definitivamente a região, denominando-a de França Equinocial.

De tal maneira, a ocupação do estado foi um cenário de lutas e tréguas entre portugueses e franceses, mas, durante três anos e em 1615, os portugueses retomaram definitivamente a colônia. Partindo disso, com o objetivo de melhorar as defesas da costa e a comunicação com a metrópole, esses europeus instituíram em 1621 o estado do Maranhão e Grão-Pará. Isso ocorreu porque as relações com a capital da colônia, Salvador, localizada na costa leste do Oceano Atlântico, eram dificultadas devido às correntes marítimas. A separação do Maranhão e Pará aconteceu em 1774. A forte influência portuguesa fez com que o estado só aceitasse em 1823, após intervenção armada, a independência do Brasil de Portugal, ocorrida em 7 de setembro de 1822.

Atualmente, além de sua mistura de beleza natural com tradição, o Maranhão baseia-se na indústria, nos serviços, no extrativismo, na agricultura e pecuária como forma de expansão. Também é um dos estados mais miscigenados do país, correspondendo a 68,8% dos pardos auto-declarados para o IBGE, resultado da mistura entre brancos ( 24,9%), negros (5,5%) e índios (0,7%). Tais números manifestam-se tanto no desenvolvimento do local, como em suas materializações históricas, como na arquitetura e nas festas populares.

Sendo assim, o Maranhão apresenta um diferencial por abrigar cidades históricas singulares, riquezas ecológicas, além de contar com as manifestações populares do Bumba-Meu-boi e o exuberante Tambor de Crioula. Sua cidade, antigamente chamada “Pequena Vila dos Palácios de Porcelana”, representa fortemente sua tradição cultural, sendo o maior conjunto arquitetônico da América Latina. Colonizadores portugueses e seus descendentes reproduziram, nos solares e casarões, o estilo arquitetônico europeu, além da utilização de revestimento nas fachadas para atenuar o calor e a umidade. A beleza e importância histórica de tais monumentos concedeu ao estado, em 1997, o título de Patrimônio Cultural da Humanidade. Para a concessão desse título também foi levada em conta a preservação dos prédios antigos e a revitalização de bairros que formam o Centro Histórico.

Outros espaços culturais devem ser relevados, cuja ação baseia-se na aquisição, pesquisa e exposição de marcos maranhenses. Esses locais apresentam-se vitais não apenas para um roteiro turístico como, também, no próprio reconhecimento de seus habitantes. O Museu Histórico e Artístico do Maranhão é um desses espaços, instalado num sobrado colonial de 1836, sendo o primeiro museu da cidade. Além de outras coisas, preocupa-se em refazer o ambiente dos casarões das famílias abastadas do século XIX. O Museu de Arte Sacra é outro atrativo, inaugurado em 6 de março de 1991,guarda em seu acervo uma coleção de diversas igrejas históricas de São Luís. Já o Museu de Artes Visuais, sediado em um sobradão de XIX, é formado por obras de artistas maranhenses de várias gerações. Além disso, outros destaques são o Museu de Alcântara, o Palácio dos Leões, Cafua das Mercês e o Teatro Arthur de Azevedo, que valem a visitação.

Representando o Patrimônio Imaterial de sua cultura, as festas populares também são marcos do estado maranhense. O Bumba-Meu-Boi, festividade mais conhecida, possui mais de duzentos anos e já foi alvo de proibição da polícia no século XIX. Hoje, é reconhecido como principal manifestação cultural do Maranhão, festejado em diversas regiões do estado, em vários ritmos e estilos. O Tambor de Crioula é um exemplo de Patrimônio Imaterial do Brasil, isto é, foi tombado pela Unesco de acordo com sua riqueza e importância. Tem sua matriz afro-brasileira, misturando dança, canto e percussão de tambores. Diferentemente dos anteriores, o Tambor de Mina não une apenas criatividade e dança, mas é um componente dos rituais de Umbanda. Observa-se, assim, que cada uma dessas festividades são conhecidas em todo mundo, assim como fonte de orgulho no país.

Sendo assim, por revelar ao mundo que, desde os tempos antigos, cultiva a beleza e a tradição, o estado do Maranhão é um dos principais marcos culturais brasileiros. Além disso, possibilita a percepção que a Amazônia, em conjunto com o Nordeste, resulta numa beleza de forte atração. Desse modo, ao embarcar nos primórdios do território, por meio de seu Patrimômio Material, ou mergulhar no encanto de sua cultura, do Patrimônio Imaterial, visitar o Maranhão é o encontro com dos Patrimônios mais importantes da humanidade.

Fonte: Portal do Governo do Maranhão.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

by The Cities

Mapa

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2019 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2019 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...