Publicidade

ARTIGO

Constituição de 1937

No dia 10 de novembro de 1937, Getúlio Vargas anunciou uma nova fase política no Brasil e a implantação de uma Carta Constitucional elaborada por Francisco Campos, o Ministro da Justiça. Era o início da ditadura do Estado Novo marcado pela nova Constituição que entrava em vigor.

A quarta Constituição do Estado Brasileiro é também conhecida como “Polaca”, pois tinha inspiração na Constituição da Polônia, de caráter fascista.

Entre os artigos da Constituição ficava clara a concentração de poderes na mão de Getúlio, que instituiu para si próprio a centralização do Poder Executivo e Legislativo. Além disso dissolveu a Câmara dos Deputados, o Senado Federal, as Assembleias Legislativas dos Estados e as Câmaras Municipais.

Os Estados eram agora governados por interventores, nomeados pelo governo central e os prefeitos nomeados pelos interventores. Nessa nova Constituição, o caráter centralizador do governo era acentuado e a autonomia dos Estados era reduzida.

O sistema eleitoral também foi modificado. A eleição para a Presidência da República seria feita de forma indireta e aumentavam para seis os anos de mandato. Porém, na vigência dessa Constituição e no Estado Novo não houve eleição presidencial. Além disso, os partidos políticos foram proibidos.

Quanto aos direitos trabalhistas, era retirado o direito do trabalhador à greve, admitida a pena de morte e permitido o expurgo de funcionários que eram contra o regime recém instaurado. Nessa mesma direção, liberdade de imprensa e de opinião eram reprimidos.

A Constituição de 1937 significou a formalização de impulsos e interesses de um governante para o exercício de seu poder centralizado. A Constituição, apesar de seu texto autoritário, não tinha plena vigência constitucional, ou seja, nem todos os seus artigos foram postos em prática. Era um documento de caráter formal, pois de 1937 a 1945, o Brasil viveu praticamente sem Constituição, sob o domínio da Ditadura, onde era visível o extenso controle e poder na figura de Getúlio Vargas.

Fonte: Portal Online da Câmara dos Deputados.

FAUSTO, B. História Concisa do Brasil. São Paulo: Editora

da Universidade de São Paulo, 2002, p. 200-206.

by The Cities

ARTIGOS RELACIONADOS

Constituição de 1824

A Constituição outorgada em 1824 foi a de maior duração, vigorando com poucas mudanças até o final do Império, em 1889. Foi outorgada por D. ...

Constituição de 1891

A segunda Constituição do Brasil resultou da transição do Império para a República e foi promulgada em 24 de fevereiro de ...

Constituição de 1934

A terceira Constituição Brasileira foi promulgada em 16 de julho de 1934. Manteve a divisão clássica dos três poderes (executivo, judiciário ...

Constituição de 1946

A Quarta Constituição Republicana do Brasil, do ano de 1946, manteve o sistema de governo presidencialista e a estrutura federalista para a ...

Constituição de 1967

Em 31 de março de 1964 era instaurada no Brasil a Ditadura Militar. Durante 21 anos os militares se revezavam no Poder Executivo do Brasil, ...

Constituição de 1988

A Constituição de 1988 pode ser vista como o marco que pôs fim ao regime autoritário e qualquer um de seus vestígios. Pelo contexto em que foi ...

Constituições no Brasil

As Constituições ou Cartas Magnas são um conjunto de leis que regem e organizam todos os setores e instituições, além de incidirem sobre ...

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2021 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2021 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...