Publicidade

ARTIGO

Bento Teixeira

As datas e locais, bem como as informações dos grandes acontecimentos da vida de Bento Teixeira são confusos e inseguros. Justamente por esse motivo, alguns o consideram brasileiro, outros português, sendo que a controvérsia também se estende sobre o local de sua morte, dividindo opiniões entre Pernambuco e Lisboa.

Discussões à parte, sabe-se que Teixeira chegou ao Brasil junto com sua família, estudou no Colégio da Bahia e frequentou o seminário. Ao revelar que era judeu, precisou fugir para Pernambuco, onde começou a trabalhar como professor de aritmética, gramática e língua latina.

De volta à Bahia, casou-se com Filipa Raposa que, segundo uma versão, foi, mais tarde, acusada de adultério por seu marido. O outro lado da história diz que, na verdade, foi a esposa que o acusou de ser judeu, trazendo assim complicações para Teixeira. Independente do motivo, Bento Teixeira a assassinou e foi obrigado a fugir novamente, refugiando-se no Mosteiro de São Bento, em Olinda (PE).

Refugiado no Estado pernambucano, escreveu a sua única e grande obra oficial: Prosopopeia. Publicado em 1601, o poema épico é de grande valor histórico pois trata da vida e trabalho de Jorge de Albuquerque Coelho, terceiro donatário da Capitania de Pernambuco, e seu irmão Duarte. No texto, a suposta coragem dos irmãos em terras brasileiras e africanas é narrada em decassílabos. Ao que o poema indica, os irmãos teriam se destacado em uma importante batalha e sofrido com um naufrágio. Essa é a única obra reconhecida de sua autoria e a primeira com finalidade literária publicada em solo brasileiro.

Escrito em oitava rima, o poema marcou o início do movimento barroco no Brasil e, ao se analisar a sintaxe e a estrutura do poema, percebe-se uma influência da obra Os Lusíadas, de Camões. Cheia de inversões, a sintaxe clássica dificulta o entendimento para um leitor do século XXI. A estrutura segue de perto a da obra de Camões, como se percebe já de início pela existência de proposição, invocação e dedicação (o texto é dedicado a Jorge dAlbuquerque, visando ajuda financeira). Além dessa obra lhe são atribuídas mais duas: “Relações do naufrágio” e “Diálogos das grandezas do Brasil”, porém, ambas sem confirmação de autoria.

Fonte: Portal online Wikipédia

by The Cities

ARTIGOS RELACIONADOS

Gregório de Matos

Conhecido por muitos como "Boca do Inferno" ou “Boca de Brasa”, em função de suas poesias satíricas, Gregório de Matos foi um poeta barroco ...

Literatura barroca

Conhecida como a arte do conflito, o Barroco tem como principais características o culto exagerado da obra, o dualismo de ideias na poesia, o ...

Padre Antônio Vieira

Religioso, escritor e orador português da Companhia de Jesus, Padre Antônio Vieira foi uma das personalidades mais influentes do século XVII. ...

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2020 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2020 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...