Publicidade

ARTIGO

Cidade de Parintins

Considerado o município mais festeiro do estado do Amazonas, Parintins destaca-se principalmente por promover o que considera a maior ópera a céu aberto no mundo. Tal evento denomina-se “Festival do Bumbás Caprichoso e Garantido”, aspecto cultural conhecido não apenas no Brasil, mas em todo mundo. Esse reconhecimento só foi possível pelas influências culturais de sua história, desde sua formação. Habitada anteriormente pelos índios Tupinambás, Parintins foi descoberta em 1749, quando, descendo o rio Amazonas, o explorador José Gonçalves da Fonseca notou uma ilha que se sobressaía às outras.

A verdadeira ocupação da localidade só foi realizada em 1796, por José Pedro Cordovil, que veio com seus escravos agregados praticar a pesca do pirarucu e a agricultura. Nomeou assim a região de Tupinambará, em homenagem aos indígenas que ali viveram. Entretanto, habitavam também a região as tribos Sapupé, Peruviana, Mundurucu, Mawé e Parintins. A elevação de tal território em vila só foi possível em 1852, com o nome de Vila Bela da Imperatriz. Finalmente, já elevada à categoria de município, a sede passou a se chamar Parintins, em homenagem aos antigos habitantes do local.

Hoje, abrigando uma rica bagagem cultural, Parintins representa a segunda maior cidade e um dos pontos turísticos mais importantes do Amazonas. Sua vegetação também contribui para tal fama, pois é composta de florestas de várzea e terra firme, transmitindo uma paisagem única em qualquer uma de suas temporadas. Seus animais também apresentam características peculiares. É fácil encontrar também outros componentes de seu território, como o relevo com igarapés e ilhotas, lagos e a Serra de Parintinsque, que faz divisa entre os estados do Amazonas e Pará.

Sua natureza também participa de sua rica gastronomia, outro fator mundialmente conhecido. Destacam-se as frutas típicas da região: cupuaçu, ingá, mari-mari, castanha, buriti, pupunha, uxi, patuá, bacaba, taperebá, bacuri, graviola e goiaba. Além disso, seus pratos são fartos e deliciosos, baseados, em sua maioria, na pesca. Os mais apreciados são o curimatã, jaraqui, pirarucu, matrinchã, pescada, tambaqui, tucunaré, pacu, sardinha, bodó e tumuatá. Os peixes têm um sabor inconfundível e são servidos em muquecas, postas, bolinhos, assados, fritos e em caldeirada.

Todavia, o que realmente notabiliza o município é o seu folclore do Boi Bumbá. Sendo hoje referência nacional e internacional, movimenta milhares de pessoas no mês de junho para assistir essa grande festa popular que expressa a criatividade dos munícipes locais. Sua música representa sons caracteristicamente indígenas, enriquecida com milhares de componentes inspirados em tal influência. Em torno de 3 mil “figurantes” participam do festival, demonstrando caracteres religiosos distintos como a presença xamanista e a introdução católica em sua cultura. Desse modo, trata-se de um incrível espetáculo, onde mitos e lendas são contados através de carros alegóricos, personagens, figuras e bonecos gigantes.

Aliada à grandiosidade todas suas festividades e expressões locais, está uma infraestrutura também muito bem planejada. De tal modo, dispõe de vias fluviais e áreas que contribuem para essa mobilidade. O transporte de passageiros e de cargas realiza-se diariamente através de barcos e de aviões. A viagem de barco costuma durar em média 18 horas, contra 1 hora 15 minutos do trajeto aéreo. Os voos diários são operados por duas linhas. Seu sistema de comunicações, relevante no bem-estar não apenas para o visitante, como para o turista local, também realiza-se em uma boa estrutura. Contando com correios, jornais, programas em televisão e estações de rádio, possibilita ao visitante tanto o contato com suas expressões culturais, como seu próprio entretenimento.

Dessa maneira, a visitação da cidade permite o conhecimento desde sua natureza diferencial, até a cultura material de seu povo. A retomada de tais tradições é vital para o crescimento e integração de tais habitantes, assim como necessária ao conhecimento dos visitantes. Aprende-se assim, uma dimensão da própria cultura brasileira, expressa em imagens, cores e sons que demonstram os anseios de uma época e de uma cultura. Portanto, sua visitação torna-se uma experiência emocionante, intensificada pela própria familiaridade com os elementos da própria cultura do país.

Fonte:

Portal do Estado do Amazonas

Prefeitura de Parintins

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

by The Cities

Mapa

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2019 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2019 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...