Publicidade

ARTIGO

Estado de Alagoas

O belo estado de Alagoas localiza-se na região nordeste do Brasil, tendo como limites Pernambuco, Sergipe, Bahia e o Oceano Atlântico. Com uma área de 27.933 km², clima tropical e proximidade com os Continentes Europeu, Africano e Americano, o estado é extremamente privilegiado pela natureza. Seu litoral é caracterizado por uma inigualável sucessão de praias concentradas numa extensão de 230 km, algumas ainda virgens, com águas ora esverdeadas, ora azuladas.

Nessa terra, onde o sol brilha o ano todo e é filtrado pela imensidão de coqueiros à beira-mar, revela-se uma das mais fascinantes paisagens do Nordeste. Em uma natureza quase intocada junto à qual preservam-se importantes conjuntos arquitetônicos e históricos, é possível desbravar as cidades seculares de Penedo e Marechal Deodoro e recordar o passado através dos casarões coloniais e lindas igrejas barrocas. Visitar essas cidades é voltar ao tempo do Brasil Colonial.

Formado por 102 municípios, Alagoas depende das grandes plantações de cana-de-açúcar, que estendem-se do litoral à Zona da Mata, sendo o maior produtor de cana do Nordeste, tendo em vista que com 28 milhões de toneladas, em 2001, Alagoas só ficou atrás de São Paulo no ranking nacional. Mais de 90% da exportação do estado sai dos canaviais, 75% em açúcar, 17% em álcool. Além da cana, as culturas agrícolas de importância para o estado são algodão, fumo, mandioca, milho e coco, possuindo uma renda per capita um pouco abaixo da média do país. Na última década, cresceu a atividade do turismo, sendo construídos vários hotéis e pousadas, bem como desenvolvidos planos e programas de incentivo ao turista. O principal destino dos turistas em Alagoasa não é, apenas, a cidade de Maceió, pois outras cidades como Barra de São Miguel, Barra de Santo Antonio, Paripueira, Marechal Deodoro e a histórica cidade de Penedo também são visitadas pelos que fazem turismo nesse estado.

Se o visitante busca aventura Alagoas é o lugar. As praias, sempre convidativas, propiciam a prática de diversos esportes, seja na areia ou no mar. As serras permitem, em suas matas, prazerosas caminhadas e revigorantes banhos de cachoeira além da prática do rapel. No sertão, as trilhas na caatinga e a tirolesa no Velho Chico tiram o fôlego de qualquer amante da aventura. O litoral norte de Alagoas é conhecido como “costa dos corais” e é caracterizado pela presença das famosas piscinas naturais em quase todas as praias. No extremo sul do estado encontra-se o 3º maior rio do Brasil, o Rio São Francisco, onde além de belas paisagens há muita história e a modernidade das hidrelétricas.

A gastronomia alagoana seduz o paladar dos visitantes através dos pratos feitos com diversos ingredientes e os mais nobres frutos do mar. Os restaurantes oferecem cardápio diversificado, com opções da culinária regional e internacional. O serviço gastronômico é de qualidade, e oferece cardápios com produtos do mar, dos rios e lagoas. O sururu, por exemplo, encontrado nas lagoas, é um molusco preparado à base do ingrediente da terra, leite de coco.

Um moderno Centro de convenções, teatros e diversos outros espaços fazem de Alagoas o lugar perfeito para eventos. Um aeroporto internacional de última geração, serviços com excelência em qualidade e uma infraestrutura hoteleira, que vai de charmosas pousadas a grandes hotéis e resorts, complementam o cenário ideal para qualquer ocasião.

Na maior parte do período colonial, Alagoas pertenceu à capitania de Pernambuco, tornando-se comarca apenas em 1711 e separando-se em 1817, para transformar-se em capitania autônoma. Com a independência do Brasil, em 1822, foi convertida em província. Alagoas manteve as características econômicas e sociais de seu passado como colônia, mantendo uma economia agrícola da Zona da Mata e do Agreste e, paralelamente, desenvolvendo o setor industrial, com investimentos na exploração de petróleo e do sal-gema, e em outras indústrias de médio e pequeno porte. Uma mistura de raças, cores e sabores fazem de Alagoas um estado único. Da Serra da Barriga, vem a descendência negra de Zumbi. Dos arredores de Maceió, toda a cultura indígena e a rica culinária. Seu artesanato é um dos mais procurados pela beleza e em alguns municípios já são formados núcleos de produção. São trabalhos em rendas e bordados, em palha, madeira e cerâmica. A tecelagem é o gênero artesanal mais importante do estado. As manifestações folclóricas acontecem durante todo o ano, de acordo com o período festivo, reunindo mais de 30 de manifestações, sendo as mais importantes cantadas e dançadas a Quadrilha, o Coco de Roda e a Banda de Pífano, como também os violeiros e repentistas encontrados nas praias.

Fonte: Portal online Tribunal de Contas do Estado de Alagoas.

Portal online Governo do Estado de Alagoas.

Portal online Turismo Alagoas.

by The Cities

Mapa

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2019 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2019 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...