Publicidade

CASTRO

Os povos formadores de Castro

A população de Castro é formada pelos descendentes dos primeiros povos que chegaram à região no final do século XIX e início do século XX. Além dos tropeiros que ali se fixaram e os negros e indígenas que lá se encontravam, o município recebeu imigrantes europeus, incentivados por benefícios concedidos pelo governo do país, o clima e o solo fértil para a agricultura. Cada imigrante que chegou a Castro influenciou a rotina, os costumes e a economia local, trazendo novas ideias para o desenvolvimento da cidade. Entre as famílias que fazem parte da histórica castrense, a maioria são de origem alemã, holandesa, japonesa e eslava, mas há pequenos grupos formados por pessoas de descendência austríaca, italiana, dinamarquesa, árabe, indonésia e neerlandesa.

Após a I Guerra Mundial, a Alemanha passa por sérias crises em sua economia e, nesse período, ocorrem as migrações de alemães para o Brasil, chegando ao município de Castro em 1933 e fundando a Colônia Terra Nova. Essa colônia começa a investir na agricultura e na pecuária leiteira e, em quatro anos, mais de 40 famílias já residiam na cidade, trazendo um novo ciclo de desenvolvimento à região. Da Holanda, os imigrantes chegaram a Castro em dois períodos diferentes. Primeiro no começo do século XX, atraídos por oportunidades de trabalho e pela oferta de lotes de terra com casa, canga para dois bois e três vacas leiteiras. A partir daí, eles construíram uma pequena fábrica de laticínios que tornou-se a primeira cooperativa do Brasil e, em 1941, a bem sucedida Cooperativa Agropecuária Batavo Ltda.

Na década de 1950 , cerca de 50 famílias de holandeses vieram para o Brasil, com equipamentos para a agricultura, fábrica de laticínios, além de 1.000 cabeças de gado, fundando assim, a Colônia Castrolanda. O terceiro grupo de imigrantes mais representativos de Castro são os japoneses. Essa comunidade chegou ao município interessada no solo fértil para o cultivo de batatas, estabeleceu-se na região e, em pouco tempo, o trabalho das oito primeiras famílias japonesas que chegaram à Castro atraiu novas famílias e a localidade acabou conquistando o título de “maior produtor de batatas do Brasil”.

São esses povos que hoje formam a sociedade castrense e que foram os principais responsáveis pelo desenvolvimento do município e por torná-lo um exemplo de sucesso na agricultura e na produção de laticínios no Brasil.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2018 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2018 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...